segunda-feira, 31 de dezembro de 2012

"FELIZ 2013 A TODOS"



 Desejo a todos um FELIZ ANO NOVO,que todos os seus sonhos e desejos possam ser realizados,e que o amor reine sobre todas as criaturas.....Deus vos abençoe sempre beijos!!!












EM NOME DE TODOS OS RESGATES QUE FIZ...EM NOME DE TODOS OS PROTETORES QUE DIARIAMENTE RESGATAM VIDAS ABANDONADAS NAS RUAS...VALEU A PENA!
 SE OS ANIMAIS PUDESSEM FALAR, SERIA DESSA FORMA. (Humberto Salla)

"Eu teria morrido naquele dia, se não tivesse sido tu.Eu teria desistido da vida, se não tivesse sido esse teu olhar carinhoso.Eu teria usado as minhas garras de medo, se não fossem essas tuas mãos suaves. E teria partido desta vida a acreditar que nenhum humano jamais se preocuparia comigo. A acreditar que não havia mais nada a não ser: ter o pêlo emaranhado, ter a pele comida pelas pulgas, ter frio, medo, fome...

Eu teria deixado esta vida sem saber que ainda existe gente boa o suficiente para nos dar camas quentes e confortáveis para dormir.
Sem saber como é bom ser amado por alguém..Sem saber que mereço ser amado simplesmente porque existo.

Mas tu mostraste-me e deste-me tudo isso: o teu olhar carinhoso, o teu sorriso amável, as tuas mãos suaves, o teu grande coração salvaram-me!

Tu salvaste-me do terror da rua. As memórias da minha vida antiga são apenas isso, memórias. Tu ensinaste-me o que significa ser amado.

E já te vi fazer o mesmo com outros. Assim, abandonados como um dia também fui.

Eu já te ouvi perguntares-te em tempos de crise: "Por que faço isto?"

E...
Quando já não há dinheiro? Quando já não há espaço? Já não há casa?
Mesmo assim, tu abres o teu coração ainda mais, esticas o pouco dinheiro que te sobra.

Mas digo-te: agradeço-te com todo o amor que brilha nos meus olhos, da melhor maneira que sei...

E lembro-te: em nome dos "resgates" que já fizeste (e que ainda fará)...
Que eu sou a razão, os animais antes de mim foram a razão! Como o são os que vierem depois de mim.

As nossas vidas já não existiriam...O nosso amor nunca seria partilhado, pois, nós teríamos morrido, 

SE NÃO TIVESSE SIDO TU!"








terça-feira, 25 de dezembro de 2012

Feliz Natal Povo De DEUS!!!



"No Natal o que realmente importa são os sentimentos que brotam no coração de cada um, e entre esses sentimentos estão o da amizade que tenho por  cada um aqui no meu blog, muito obrigada por fazerem parte do meu mundinho ...Amo Vocês!"










sexta-feira, 23 de novembro de 2012

Crianças Cheias de Estilo*-*



Oi Lindonas!!!
Passando rapidinho só para trazer algumas fotos super  fofas, eu amei e tenho certeza que vão gostar...Crianças cheias de estilo e com alguns  looks lindos. Então meninas apreciem com moderação rsrsrsrs.






























Então Girls é isso,espero que tenham gostado...Fiquem com Deus beijooosss!!!





Fotos encontradas na net*-*






sexta-feira, 9 de novembro de 2012

A Verdadeira História de Hachiko

Oi amores,hoje assistindo mais uma vez o filme "SEMPRE AO SEU LADO",vim na net, da mais uma olhadinha na história desse guerreiro.Para minha surpresa encontrei a história mais detalhada,e mais uma vez mim emocionei....Vamos lá^^








A Verdadeira História de Hachiko



A Verdadeira História de Hachiko
Chu-ken Hachiko (o cachorro fiel Hachiko) nasceu em Odate, na província de Akita, no Japão em novembro de 1923. Em 1924, Hachiko foi enviado a casa de seu futuro proprietário, o Dr. Eisaburo Ueno, um professor do Departamento Agrícola da Universidade de Tóquio. A história dá conta de que o professor ansiava por ter um Akita há anos, e que tão logo recebeu seu almejado cãozinho, deu-lhe o de Hachi, ao que depois passou a chamá-lo carinhosamente pelo diminutivo, Hachiko. Foi uma espécie de ‘amor à primeira vista’, pois, desde então, se tornariam amigos inseparáveis!

O professor Ueno morava em Shibuya, subúrbio de Tóquio, perto da estação de trem. Como fazia do trem seu meio de transporte diário até o local de trabalho, já era parte integrante da rotina de Hachiko acompanhar seu dono todas as manhãs. Caminhavam juntos o inteiro percurso que ia de casa à estação de Shibuya. Hachiko parecia ter um relógio interno, e sempre às 15 horas retornava à estação para encontrar o professor, que desembarcava do trem das 16 horas, para acompanhá-lo no percurso de volta a casa.
Em 21 de Maio de 1925, o professor Ueno sofreu um AVC, durante uma reunião do corpo docente na faculdade e morreu. Hachiko, que na época tinha pouco menos de dois anos de idade. No horário previsto, esperava seu dono pacientemente na estação. Naquele dia a espera durou até a madrugada.
Na noite do velório, Hachiko, que estava no jardim, quebrou as portas de vidro da casa e fez o seu caminho para a sala onde o corpo foi colocado, e passou a noite deitado ao lado de seu mestre, recusando-se a ceder. Outro relato diz que como de costume, quando chegou a hora de colocar vários objetos particularmente amados pelo falecido no caixão com o corpo, Hachiko pulou dentro do mesmo e tentou resistir a todas as tentativas de removê-lo.

Depois que o professor morreu a Senhora Ueno deu Hachiko para alguns parentes do que morava em Asakusa, no leste de Tóquio. Mas ele fugiu várias vezes e voltou para a casa em Shibuya, um ano se passou e ele ainda não tinha se acostumado à nova casa. Foi dado ao ex-jardineiro da família que conhecia Hachi desde que ele era um filhote. Mas Hachiko continuava a fugir, aparecendo frequentemente em sua antiga casa. Depois de certo tempo, aparentemente Hachiko se deu conta de que o professor Ueno não morava mais ali.

Todos os dias à estação de Shibuya para esperar seu dono voltar do trabalho, da mesma forma como sempre fazia. Procurava a figura de seu dono entre os passageiros, saindo somente quando as dores da fome o obrigavam. E ele fez isso dia após dia, ano após ano, em meio aos apressados passageiros. Estes começaram passaram então a trazer petiscos e comida para aliviar sua vigília.
Em 1929, Hachiko contraiu um caso grave de sarna, que quase o matou. Devido aos anos passados nas ruas, ele estava magro e com feridas das brigas com outros cães. Uma de suas orelhas já não se levantava mais, e ele já estava com uma aparência miserável, não parecendo mais com a criatura orgulhosa e forte que tinha sido uma vez.

Um dos fiéis alunos de Ueno viu o cachorro na estação e o seguiu até a residência dos Kobayashi, onde aprendeu a história da vida de Hachiko. Coincidentemente o aluno era um pesquisador da raça Akita, e logo após seu encontro com o cão, publicou um censo de Akitas no Japão. Na época haviam apenas 30 Akitas puro-sangue restantes no país, incluindo Hachiko da estação de Shibuya. O antigo aluno do Professor Ueno retornou frequentemente para visitar o cachorro e durante muitos anos publicou diversos artigos sobre a marcante lealdade de Hachiko.

Sua história foi enviada para o Asahi Shinbun, um dos principais jornais do país, que foi publicada em setembro de 1932. O escritor tinha interesse em Hachiko, e prontamente enviou fotografias e detalhes sobre ele para uma revista especializada em cães japoneses. Uma foto de Hachiko tinha também aparecido em uma enciclopédia sobre cães, publicada no exterior. No entanto, quando um grande jornal nacional assumiu a história de Hachiko, todo o povo japonês soube sobre ele e se tornou uma espécie de celebridade, uma sensação nacional. Sua devoção à memória de seu mestre impressionou o povo japonês e se tornou modelo de dedicação à memória da família. Pais e professores usavam Hachiko como exemplo para educar crianças.

Em 21 de Abril de 1934, uma estátua de bronze de Hachiko, esculpida pelo renomado escultor Teru Ando, foi erguida em frente ao portão de bilheteria da estação de Shibuya, com um poema gravado em um cartaz intitulado “Linhas para um cão leal”. A cerimônia de inauguração foi uma grande ocasião, com a participação do neto do professor Ueno e uma multidão de pessoas.


quinta-feira, 8 de novembro de 2012

Para Refletir____________Ótima Quinta Para Todos^^

A Idade de Ser Feliz

Existe somente uma idade para a gente ser feliz,
somente uma época na vida de cada pessoa
em que é possível sonhar e fazer planos
e ter energia bastante para realizá-las
a despeito de todas as dificuldades e obstáculos.

Uma só idade para a gente se encantar com a vida e viver apaixonadamente
e desfrutar tudo com toda intensidade
sem medo, nem culpa de sentir prazer.

Fase dourada em que a gente pode criar
e recriar a vida,
a nossa própria imagem e semelhança
e vestir-se com todas as cores
e experimentar todos os sabores
e entregar-se a todos os amores
sem preconceito nem pudor.

Tempo de entusiasmo e coragem
em que todo o desafio é mais um convite à luta
que a gente enfrenta com toda disposição
de tentar algo NOVO, de NOVO e de NOVO,
e quantas vezes for preciso.

Essa idade tão fugaz na vida da gente
chama-se PRESENTE
e tem a duração do instante que passa. 
 
 
 
 
 
 
 

sábado, 27 de outubro de 2012

- Como se faz para manter um amor? Lindo*-*





Uma mãe e a sua filha estavam a caminhar pela praia. Num certo ponto, a
menina disse:
- Como se faz para manter um amor?
A mãe olhou para a filha e respondeu:
- Pega num pouco de areia e fecha a mão com força...
A menina assim fez e reparou que quanto mais forte apertava a areia com a mão com mais velocidade a areia se escapava.
- Mamãe, mas assim a areia cai!!!
- Eu sei, agora abre completamente a mão...
A menina assim fez, mas veio um vento forte e levou consigo a areia que restava na sua mão.
- Assim também não consigo mantê-la na minha mão!
A mãe, sempre a sorrir, disse-lhe:
- Agora pega outra vez um pouco de areia e mantem-na na mão semi aberta como
se fosse uma colher... Bastante fechada para protegê-la e bastante aberta para lhe dar liberdade.
A menina experimenta e vê que a areia não se escapa da mão e está protegida do vento.
- É assim que se faz durar um amor... Se você quer muito alguma coisa, deixe-a livre. Se ela voltar será sua para sempre, se não, é porque nunca foi sua de verdade. A liberdade é o espaço que a felicidade precisa.




Ah! mudei a aparencia do blog  rsrsrs é que gosto de ta sempre mudando um pouco...Espero que gostem lindonas fiquem na paz do Senhor*-*




sexta-feira, 5 de outubro de 2012

Minha Maninha Gravidíssima *-----*







Oii lindinhas, como vocês devem ter visto mudei o plano de fundo do meu blog, pois é, é uma pequena homenagem a minha Maninha Raphaella Almeida do blog http://princesspinkzinha.blogspot.com.br/.É isso mesmo meninas somos maninha sim e de sangue viu, então resolvi  trazer pra vocês umas fotinhas dela, em breve meu lindo sobrinho Nicolas estará chegando ...Espero que gostem meninas ,esse é um momento único na vida de qualquer Mulher.




 Eternamente Barbie

 Aqui ainda tava no comecinho 

 O Nicolas já tava esticando tudo 

 Ela gosta muiiitoo dos flash

 Muito Lindaa

 Mamãe sim,e vaidosa também rsrsrs

 O pink não pode faltar nos look's dela

 Pense em uma mamãe feliz,pois é assim ta essa Pink

 Se ela vai na porta da rua,tem que tá estilosa

  Pois é meninas esses são os pais do Nicolas

Eryk e Rafa Pink


 Que o Nicolas  venha cheio de saúde para trazer muitas alegrias a todos nós*---*






Beijosss  Maravilhosas ^^